quinta-feira, 18 de junho de 2015

África - da Formação Continental aos Desafios do Século XXI

O Pré-Universitário Popular Resistência* convida os alunos do CEJA Niterói e toda a Comunidade para uma mesa redonda sobre a África, com a presença de professores da
Universidade Pedagógica de Moçambique, na sexta, 19 de junho, das 19 às 22h, no Liceu Nilo Peçanha.




Clique na imagem para ampliar.
*O Pré-universitário Popular Resistência é um Projeto de Extensão da Universidade Federal Fluminense, coordenado pelo Prof. Jairo Selles, professor da Faculdade de Educação da UFF e apoiado por ex-alunos, professores e alunos-mestres. Fundamentado na solidariedade, visando reparar de alguma forma os imensos danos causados aos alunos pela precária formação educacional que tiveram ao longo de pelo menos onze anos de estudo, é voltado exclusivamente aos alunos que não podem pagar cursos preparatórios para os exames vestibulares às universidades e ENEM. O Projeto Pré-universitário Popular Resistência é resultado da cooperação do Liceu Nilo Peçanha com a UFF, funcionando nas dependências do colégio.

quinta-feira, 11 de junho de 2015

Quem tem medo da Matemática?

Nos dias 11, 17 e 18 de junho, a Professora Guiomar realizará  a Oficina "Quem tem medo de Matemática?". Indicada para todos os alunos (Fundamental e Médio), a oficina visa desmistificar a matemática, a partir da sua história e de seu uso no dia dia, respondendo a perguntas como: "Por que estudar e aprender matemática?"

Utilizando recursos multimídia, a Professora Guiomar conduzirá os alunos pela fascinante "linguagem do Universo", apresentando a magia da matemática lúdica e reapresentando as regras de sinais.

Com 1 hora e 30 minutos de duração, a cada encontro, a oficina vem apresentando grande procura (para o dia 11 já não há vagas). Os alunos devem apressar-se, pois ela só será reeditada no segundo semestre.


Clique na figura para ampliá-la.

quarta-feira, 10 de junho de 2015

A importância da água para a manutenção da vida

A Professora Conceição realizou no dia 27 de maio oficina sobre a importância da água para as nossas vidas. A partir de exposição sobre a crise que o País enfrenta e leitura de algumas manchetes de jornais expostas em murais na sala de Geografia, foi realizado um levantamento de quando, onde e como utilizamos a água em nosso dia a dia, tanto no uso doméstico quanto no industrial e energético.
Ao final, os alunos "botaram a mão na massa", produzindo um texto sobre o tema "A importância da água para a manutenção da vida no Planeta".

Veja as fotos.







Concurso de Redação da Defensoria Pública da União

CONCURSO DE REDAÇÃO DA DPU VALORIZA TRABALHO COLETIVO DO CORPO ESCOLAR


Clique aqui para acessar o regulamento


Brasília - Um concurso de redação diferente, que oferece premiação ao estudante, ao professor e à escola, valorizando o trabalho coletivo, acaba de ser lançado pela Defensoria Pública da União (DPU). As inscrições terminam em setembro, mas a preparação não pode demorar, porque o objetivo é envolver todo o corpo escolar em torno do debate dos direitos da cidadania da população. Serão premiados 42 estudantes, 14 professores e três escolas com valor total de R$ 83.200.

O 1º Concurso de Redação da DPU está sendo oferecido para escolas da rede pública de todo o país. No total, serão concedidos prêmios para as três melhores redações de 14 categorias de estudantes, sendo que o primeiro colocado de cada categoria ainda premia também o professor que trabalhou o tema na turma do vencedor. As três escolas que organizarem as melhores estratégias de mobilização dos alunos ganharão o maior prêmio, no valor de R$ 10 mil, cada uma.

O tema do concurso, Eu tenho direito e a DPU está comigo!, deve ser debatido nas escolas tanto em ambiente de ensino como em atividades extraclasses, por meio dos professores. As redações precisam ter entre 20 e 30 linhas e devem ser escritas em sala de aula e em formulário próprio, que pode ser baixado do endereço de internet http://www.dpu.gov.br/concursoredacao2015/ , onde também pode ser consultado o regulamento de inscrição e impresso o material de divulgação interna.

As 14 categorias de redação dos estudantes são divididas entre alunos matriculados no ensino regular e na modalidade de educação para jovens e adultos (EJA), alcançando do 6º ano ao 9º ano do ensino fundamental e os três anos do ensino médio. Em cada categoria, o vencedor ganha R$ 1 mil, o segundo colocado R$ 500 e o terceiro R$ 300. O professor que organizou os debates da redação vencedora ganha R$ 2 mil. O envio das redações deve ser feito pela escola até o dia 4 de setembro.

O papel das escolas no concurso de redação da DPU tem grande importância. Além de serem responsáveis por inscrever as redações dos seus alunos concorrentes - somente uma por cada categoria, após seleção interna -, as instituições também podem ser premiadas pela estratégia de mobilização e sensibilização do seu corpo discente. As escolas poderão inscrever suas estratégias acompanhadas de vídeos e fotos para detalhar melhor as ações.

Assessoria de Comunicação Social
Defensoria Pública da União

terça-feira, 19 de maio de 2015

Acontecendo no CEJA - Maricá




Você 
Aluno do Ceja - Maricá 
não pode perder
Clique na imagem para ampliar.

Enem 2015 - conheça as regras do exame

As regras para o Enem já estão publicadas no edital divulgado nesta segunda-feira (18/05) pelo Ministério da Educação. As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio serão realizadas das 10h do dia 25 de maio, até as 23h59 de 5 de junho. As provas serão aplicadas nos dias 24 e 25 de outubro.
Neste ano, o preço da inscrição do Enem subiu: candidatos terão que pagar R$ 63 para participar das provas. No ano passado, o valor era de R$ 35. Estudantes que estão cursando o Ensino Médio em 2015, matriculados na Rede Pública de ensino, e aqueles que comprovarem baixa renda terão isenção da taxa
Os alunos do CEJA | Niterói devem preencher o nº 33055300 no campo Unidade Escolar.
Os candidatos isentos que não comparecerem nos dois dias de provas perderão o benefício para a próxima edição. O objetivo da medida é diminuir os índices de abstenção e, com isso, evitar desperdício de dinheiro público. 
Confira algumas das novidades do Enem 2015
Os documentos necessários para se inscrever no Enem são identidade e CPF. Quem for maior de 18 anos e quiser utilizar o Enem para retirar a Certificação de Conclusão do Ensino Médio deve indicar o objetivo já no ato de inscrição.
Travestis e transexuais poderão solicitar este ano o uso do nome social no Enem, assim como ocorreu na edição de 2014. Para evitar fraudes, a inscrição dos candidatos que pretendem ser identificados pelo nome social terá alterações: eles devem fazer se inscrever normalmente, no período estabelecido no edital, e encaminhar cópia de documento de identificação, foto recente e formulário disponível online, preenchido, entre os dias 15 e 26 de junho. O envio do formulário deverá ser feito por meio do sistema do participante, na página do Enem na internet.
Nos dois dias de exame, os portões nos locais de provas serão abertos às 12h e fechados às 13h (horário de Brasília). A diferença em relação aos exames anteriores é o horário de início das provas, às 13h30. O tempo extra de meia hora será usado para procedimentos de segurança, como revista eletrônica, e para dar tempo a todos os presentes de entrar em sala e guardar os pertences. O período total de duração das provas permanece em quatro horas e meia no sábado e cinco horas e meia no domingo.

Para que serve o Enem?

O Enem é, atualmente, a principal porta de entrada para o ensino superior no Brasil. Desde 2009, a prova passou a ser usada por instituições públicas de ensino superior como critério de seleção em substituição aos vestibulares tradicionais, com a criação do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). A prova também é pré-requisito para quem quer participar de programas de acesso ao ensino superior e de financiamento público, como o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), o Programa Universidade para Todos (ProUni) e as bolsas de estudo no exterior do Ciência sem Fronteiras, além do Sistema de Seleção Unificada do Ensino Técnico e Profissional (Sisutec), que destina a estudantes vagas gratuitas em cursos técnicos.
FONTE: Empresa Brasil de Comunicação S/A - EBC. Conteúdo publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil